fbpx

Variedades de shampoo

Encontre o ideal para o seu cabelo

Na hora de garantir a saúde e a beleza dos cabelos, o shampoo certo faz toda a diferença. Porém, com tantos tipos, nem sempre é fácil tomar essa decisão. Afinal, você sabe qual a diferença entre as variedades de shampoo? Consegue identificar qual a indicação e a forma de uso desses produtos?

Se ficou na dúvida, não tem problema. É só ler este conteúdo e entender tudo sobre shampoo! Com certeza seu cabelo vai lhe agradecer. Confira!

Variedades de shampoo: quais os principais tipos?

Embora todos os shampoos tenham a mesma finalidade: lavar os cabelos, cada um possui uma composição própria, sendo mais ou menos indicado dependendo das características do seu fio, quantidade de lavagem, presença ou não de química e outros detalhes que fazem muita diferença.

Veja os principais tipos de shampoo e entenda um pouco mais sobre cada um deles.

Perolados

Esses shampoos são considerados os mais democráticos, afinal funcionam muito bem em praticamente qualquer tipo de cabelo. Os perolados possuem uma fórmula translúcida e geralmente são indicados para tratamento porque contam com agentes condicionantes e também de limpeza.

Assim, eles conseguem limpar satisfatoriamente o fio, mas sem agredi-lo e ainda podem ser usados todos os dias.

Transparentes

São os mais recomendados para os cabelos que sofrem com a oleosidade, isso porque eles oferecem uma limpeza mais profunda da raiz até as pontas. Não por acaso, os shampoos antirresíduos e detox costumam ser transparentes.

Apesar de serem excelentes para quem tem o cabelo oleoso, esse tipo de shampoo não é recomendado para cabelos normais e secos, porque possuem agentes limpantes mais fortes, que podem piorar o ressecamento.

Nesses casos, é possível optar por um shampoo transparente 1 vez por semana ou a cada 15 dias para potencializar a limpeza sem agredir tanto o fio – e no dia a dia usar um shampoo leitoso ou perolado.

Leitosos

Normalmente, eles apresentam uma consistência mais cremosa e densa. Isso acontece porque contam com mais agentes condicionantes na fórmula, sendo recomendado para quem tem o cabelo mais seco (e devendo ser evitado por quem sofre com a oleosidade).

É nessa categoria também que estão os shampoos de tratamento e mais específicos, como o shampoo desamarelador (ou roxo), muito conhecido pelas loiras, os anticaspas, para cabelos tingidos, etc.

Sem ou com pouco sulfato

Também conhecidos como “less poo”, esses shampoos não contam ou têm uma quantidade bem pequena de sulfato na sua formulação – que é um agente limpante muito comum de ser encontrado na maioria das fórmulas.

Na indústria, os sulfatos são muito usados porque são uma matéria-prima barata, com um excelente poder de limpeza e que forma espuma. Porém, essa substância pode causar irritações, coceira e descamação em algumas pessoas.

Além disso, as mulheres com cabelos ondulados, crespos e cacheados começaram a notar que, ao usarem fórmulas com menos sulfatos, seus cabelos ficavam menos ressecados e mais definidos.

Isso acontece porque o sulfato, por ser mais agressivo, retira muita oleosidade do couro cabeludo. Como os shampoos sem ou com pouco sulfato contam com outros agentes, a limpeza é mais suave e evita o ressecamento.

Mas, se você for optar por um shampoo dessa linha, fique esperta, pois terá que evitar também os condicionadores com silicone, já que apenas o sulfato é capaz de retirar esse produto do fio.

Antirresíduo

Esse é um shampoo transparente só que com uma “carga extra” de agente limpante na fórmula. Ele não é indicado para uso diário, apenas em situações pontuais, como para quem tem os fios muito oleosos (o uso deve ser de 1 a 2 vezes por semana no máximo), utiliza muitos finalizadores ou antes de tratamentos capilares.

Por ser mais potente, ele consegue retirar dos fios e do couro cabeludo todos os resíduos acumulados de cremes, leave-in, finalizadores e também de cloro e poluição.

Assim, podemos considerá-lo como um shampoo de tratamento que deve ser usado quando você notar seu cabelo muito oleoso, pesado, sem brilho e sem vida, para tratar a oleosidade ou antes de procedimentos e tratamentos.

Sem sal

Como o próprio nome sugere, esses shampoos não contam com sal na sua fórmula. Isso significa que eles são menos agressivos ao cabelo, ajudando os fios a se manterem hidratados por mais tempo. As mulheres com progressiva devem preferir esse tipo de shampoo para manter o efeito da química por mais tempo.

Como escolher o shampoo certo para o meu cabelo?

Agora que você viu as principais diferenças entre as variedades de shampoo, ficou mais fácil escolher o correto, não é?

Se você tem os fios mais oleosos, prefira os shampoos transparentes e faça um tratamento intercalando com o shampoo antirresíduos até que a situação melhore. Já para quem tem os cabelos secos, o ideal é optar pelos shampoos leitosos ou com pouco sulfato.

As mulheres com cabelos normais são as mais fáceis, já que podem usar tanto os perolados para o dia a dia, como os leitosos caso sintam os fios mais ressecados. E tanto elas como as que têm os fios mais secos também podem investir nos antirresíduos uma vez a cada 15 dias ou antes de fazer uma hidratação mais poderosa ou tingir os cabelos, por exemplo.

Gostou de saber sobre as variedades de shampoo? Continue aprendendo: baixe o nosso e-book sobre cronograma capilar e entenda como tratar corretamente do seu fio, deixando-o mais saudável e bonito!

Espalhe Geral: