fbpx

Tranças Afro

Tudo o que você precisa saber sobre elas!

Estilosas, versáteis, bonitas, práticas e cheias de elementos culturais. Não é à toa que as tranças afro têm feito tanto sucesso e se tornado as preferidas pelas mulheres que estão passando pela transição capilar ou que não desejam se preocupar com as técnicas de finalização.

Se você adora essa tendência e quer começar a investir nas tranças afro (valorizando ainda mais o seu cabelo), veja as dicas e informações importantes que separamos!

Quais são os tipos de trança afro mais usados?

As tranças afro não são todas iguais – por isso conhecer os principais tipos e entender as suas diferenças é essencial na hora de definir o modelo certo para você. Confira.

Tranças Kanekalon ou Box Braids

São as tranças mais procuradas hoje em dia. Elas são feitas com extensões sintéticas ou lã e ajudam a alongar e dar mais volume aos fios. Outra característica é que as box braids começam na raiz e não ficam presas a nuca, o que permite a realização de vários penteados.

Dentro desses tipos de tranças ainda existem divisões, que são: tranças jumbo ou as tranças comuns. Geralmente, as jumbo usam um material um pouco mais brilhante, o que deixa o cabelo um pouco diferente do aspecto tradicional das madeixas originais.

Tranças Nagô

São aquelas nas quais o trançado se inicia bem rente à raiz do cabelo. Isso resulta em uma variedade de estilos e desenhos no couro cabeludo. Esse tipo de trança também pode ser chamada de trança rasteira ou trança raiz.

É um tipo de trança embutida e, conforme o cabelo for crescendo, será preciso ir adicionando os novos fios as mechas, mantendo o trançado bem pertinho do couro cabeludo.

Twists

A principal diferença é que, ao contrário das demais, essa trança usa apenas duas mechas e não três. Uma possibilidade para deixar a trança twist ainda mais diferente é usar fios sintéticos ou lã colorida – o que também permite alongar os fios.

Como cuidar e manter as tranças sempre bonitas?

Antes de tudo, independentemente do tipo de trança, uma dica é ficar de olho no material usado. Afinal, dependendo da fibra, a trança poderá ficar pesada, grossa e difícil de ser mantida.

A lã é um material leve, mas que costuma ser mais usada pelos homens, enquanto a fibra tradicional (o Kanekalon) costuma ser mais pesada. É por isso que muitas mulheres têm optado pelas tranças jumbo – que usam um material mais leve e ainda contam com várias opções de cores para deixar o visual bem mais bacana e charmoso.

Manutenção

O tipo de trança escolhido também influencia na manutenção. As tranças nagô, por exemplo, precisam ser refeitas em média a cada 15 dias (já que, conforme o cabelo for crescendo, será preciso refazer o trançado na raiz).

Já as tranças box braids podem ter uma manutenção mais espaçada, de até 3 meses. Porém, o valor pode ser mais “salgadinho”, pois será preciso trocar a fibra e o custo dependerá do material escolhido e da aplicação.

Lavagem

Cuidar das tranças afro é algo muito simples. O ideal é lavar os cabelos duas vezes por semana. Para isso, basta aplicar shampoo rente à raiz. Outra dica é dispensar o uso do condicionador porque o produto pode deixar resíduos que serão difíceis de serem retirados com o cabelo trançado.

Também é importante conferir as orientações do fabricante em relação ao material sintético, garantindo que o shampoo que você está usando é adequado ao produto.

Quem quiser continuar hidratando as madeixas, poderá aplicar óleos vegetais nas raízes (ao invés das máscaras).

Dormir

Na hora de dormir, para que as tranças não sofram com o atrito, é importante usar algum tipo de proteção, como as toucas de cetim ou turbantes. Assim, você evita o atrito do cabelo com a fronha e não ficará com frizz.

Cabeleireiro

Um dos grandes receios das mulheres que optam pelas tranças é a quebra, principalmente na raiz frontal dos cabelos. Para evitar problemas, sempre avise ao profissional quando estiver sentindo dor ou quando o trançado estiver muito apertado.

Viu só como é simples cuidar das suas tranças afro?

E além de deixarem o visual muito mais bonito (e serem excelentes para quem está lidando com a transição capilar), as tranças têm uma relação muito forte com a herança cultural – já que nas antigas tribos africanas elas ajudavam a distinguir os seus ocupantes, como o líder da tribo, as mulheres casadas e assim por diante.

Gostou deste conteúdo? Então espalhe as nossas dicas nas suas redes sociais!

Espalhe Geral: